Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Não nasceu inseguro: aprendeu!

por oficinadepsicologia, em 10.03.12

Autora: Tânia da Cunha

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

Tânia da Cunha

O crescimento humano implica crescer com algum grau de insegurança. É inevitável. Ainda assim, e numa primeira instância, podemos afirmar que quer a ansiedade quer a depressão são sementes que crescem no solo fértil da insegurança. Se permitir que a insegurança conduza a sua vida então não espere ter a sua própria vida, pois a falta de segurança vulnerabiliza o modo como agimos no contacto com o mundo.

 

Compreendo que, confiar em si próprio para conseguir aquilo que necessita pode parecer à primeira vista aterrador, essencialmente se estiver deprimido. Lembre-se que a ansiedade e a depressão resistem ao movimento. No sentido de fazer face a este marasmo, é necessário o encorajamento adequado, motivação e orientação, e desta forma a inércia pode e deve originar movimento.

 

Se se sente enredado nesta temática da insegurança, seria útil compreender que os pensamentos precedem os sentimentos, por exemplo: muitas pessoas que se sentem ansiosas e deprimidas encaram-se como vítimas. As vítimas sentem que não têm escolha, alguém ou alguma coisa fá-las sentir em descontrolo, desassossegadas, perturbadas ou tristes. Assim, compreender que os pensamentos precedem os sentimentos permite-lhe compreender que não é impotente. Existe sempre alguma coisa que pode fazer. Pode mudar o modo como está a pensar e descobrir simultaneamente que está a sentir-se melhor.


Os pensamentos negativos e sentimentos de tristeza tendem a atrair a sua atenção para as coisas que não gosta, em vez de se enredar neles, experimente:

  • Concentrar-se nos acontecimentos que o rodeiam, por exemplo outras conversas, qualquer coisa que atraia a sua atenção e que lhe desperte interesse;
  • Realize qualquer actividade mental absorvente, como fazer cálculos mentais, jogos e puzzles, palavras cruzadas, leitura – especialmente que lhe agrade;
  • Pratique qualquer actividade física que o mantenha ocupado (por exemplo, uma caminhada).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:00



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D