Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Eu no meu melhor!

por oficinadepsicologia, em 19.03.12

Autora: Susanne Marie França

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

Susanne Marie França

Quando acreditamos em nós mesmos, podemos arriscar ser curiosos, sonhar, ser espontâneos, ou qualquer outra coisa que eleve o espírito humano. - EE Cummings

Uma das coisas que impede as pessoas de pôr em prática os seus sonhos é o medo do falhar!

Como podemos vencer esse medo?

Se formos honestos connosco próprios, todos temos, ou já tivemos medo de falhar. A diferença talvés esteja no facto de que alguns de nós ficamos paralisados e não agimos devido ao medo, enquanto outros, com ou sem medo, avançam. Não é fácil, mas quanto mais agirmos, mais programamos a mente e criamos um novo hábito que por sua vez, substitui o antigo – o evitar as situações.

 

Que tal alterar a sua auto-imagem mental? Todos temos uma imagem mental que reflecte o que sentimos acerca de nós próprios. Essa imagem não é necessariamente uma “imagem” em si, e pode estar associada a um pensamento, sensação ou mesmo uma emoção. O importante é percebermos que a nossa auto-imagem pode ser alterada, uma vez que é criada por nós….e ao mudarmos a nossa auto-imagem, mudamos a nossa percepção de nós próprios, o que por conseguinte vai alterar as nossas acções e pensamentos.

 

Mesmo que sinta medo, aja como se não o sentisse. O truque do agir e/ou sentir “como se….” é muito utilizado na terapia de sugestão em hipnose clínica. Experimente!

Já se imaginou a sorrir? Pode soar banal, mas este pequeno gesto faz milagres. Basta imaginar que está a sorrir e toda a sua linguagem corporal muda!

 

Por fim, gostaria de sugerir um pequeno exercício;

Pegue numa folha de papel e numa caneta e comece a descrever uma situação, sensação, ou simplesmente um momento em que se sentiu no seu melhor.Feche os olhos e transporte-se mentalmente até esse momento… reviva-o vivamente usando todos os seus sentidos. Sinta cada sensação desse momento plenamente!

Repita este exercício duas vezes por dia durante 21 dias, e o seu corpo e mente vão memorizar as sensações e emoções associadas a esse momento. Sempre que necessitar terá ao seu dispor uma ferramenta fantástica para usar naqueles momentos em que gostaria de se sentir no seu melhor.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:00



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D