Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Auto-estima realista procura-se! (parte 3)

por oficinadepsicologia, em 23.09.12

Autora: Irina António

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

Irina António

Esta parte da reflexão sobre a autoestima ajudar-lhe-á a conhecer melhor as características da sua voz autocrítica. O exercício proposto tem uma vertente diagnóstica, um passo importante tendo em conta que o processo de mudança depende do grau de conhecimento do seu funcionamento interno. Tente ser mais verdadeiro com as respostas. Não se esqueça, a mudança acontece mais facilmente quando permitimos conectar com o nosso verdadeiro Eu.


Começamos pela seguinte pergunta (Passo 1): “Como habitualmente se autorecrimina?” Que palavras, frases criam maior impacto em e/ou afectam a sua autoestima, puxando-a para baixo, criando a sensação de desconforto interno? Escreva-as.

 

Passo 2. Estude bem cada frase. Que tipo de comportamento fica sobre a mira da recriminação? Que tipo de comportamento é reconhecido como favorável, desejável?

 

Passo 3. Vamos experimentar trabalhar com comportamento censurado pela voz crítica. Feche os olhos e imagine-se a praticar este comportamento, o que está a fazer e como está a fazer? Estude este comportamento ao pormenor.

 

Passo 4. As frases críticas pertencem a si ou a uma outra pessoa? Quem é essa pessoa? Descreva as suas características: sexo, idade, aparência, estatuto social, assim como o tom de voz com que expressa as palavras. Feche novamente os olhos e imagine essa pessoa a falar consigo. Continuando no mundo da fantasia agora experimente trocar de papéis: agora é você quem critica e diz aos outros como devem viver e gerir as suas vidas. Repare nas características dessa pessoa que sente como atractivas (por exemplo, a assertividade, capacidade de confronto). Ela tem alguma razão no que diz? Ao longo desta experiência tome atenção às suas sensações físicas e reacções emocionais. Há algo que pode aprender com essa pessoa, algumas competências que faz sentido levar consigo? E o que não quer de todo para si, que não se ajusta à sua pessoa?

Passo 5. Agora volte novamente ao comportamento “recomendado” pela frase crítica. Feche os olhos e tome o papel de quem que está a exercitá-lo. É fácil / difícil de imaginar a fazê-lo? Está a gostar?

 

Passo 6. Caso sinta este comportamento como agradável, continue a permanecer neste papel durante algum tempo. Estude bem os pormenores: a sua expressão vogal, os movimentos, as sensações físicas, o timbre de voz. Experimente absorver ao máximo o estado físico e emocional que desperta esta experiência.

 

Passo 7. A partir deste estado experimente falar consigo mesmo: dê um conselho, uma dica, como pode transformar um comportamento não desejável em algo mais satisfatório. 

 

Passo 8. Agora experimente falar com a figura crítica. Pergunte se já chegou altura para ela desaparecer da sua vida interior ou pelo menos dar espaço a outras vozes, mais amigáveis e criativas?

 

Passo 9. Experimente fazer mais uma coisa com o comportamento não satisfatório. Tome consciência do que não gosta nele e diga isso em voz alta. Pense mais uma vez se o mesmo tem algo de útil para si? E o que ainda poderá ajudá-lo em algumas situações da sua vida?


Espero que esta experiência lhe tenha proporcionado um momento rico em autoconhecimento. Porque também acredito que “o empenhamento no crescimento pessoal e maturidade emocional promovem muito a nossa autoestima”(Nancy McWilliams).

 

Em breve irei propor a última experiência para explorar o mundo da sua autoestima.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:34



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D