Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Estima por mim

por oficinadepsicologia, em 16.10.12

Autora: Ana Beirão

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

Ana Beirão

Podemos definir auto-estima no sentido em que cada pessoa constrói uma ideia de si própria e, ao longo da sua vida e das suas experiências, constrói uma imagem. Imagem esta que varia com o tempo. É como se construíssemos o nosso auto-retrato ao longo da vida estando sempre a modificá-lo. A auto-estima é mais do que um juízo positivo de si próprio, pressupõe a existência de consciência e auto-conhecimento.

 

É uma representação afectiva que a pessoa tem de si no que respeita às qualidades e às habilidades, assim como a capacidade de conservar na memória essas representações de forma a actualizá-las e a superar dificuldades, a aceitar desafios e a viver com esperança. É um equilíbrio dinâmico e por vezes flutuante entre sobrestimar-se e subestimar-se. Por exemplo: No emprego consegui apresentar um projecto que foi bem aceite e sinto-me muito bem e sobrestimo-me. Mais tarde, tenho uma situação em casa que não consigo resolver e desvalorizo-me. Após esse período de desequilíbrio acalmo-me e volto a lembrar-me das minhas forças e qualidades e recupero a auto-estima. Assim, a auto-estima pressupõe um juízo realista de nós próprios. Um exemplo disto pode ser quando a pessoa diz de forma realista e honesta “Tenho qualidades, forças e talentos que fazem com que me atribua um valor pessoal, isso faz parte da minha bagagem, mas devo fazer face a dificuldades e conheço limitações em determinados domínios que não põem em causa o meu valor pessoal.” A auto-estima modifica-se e enriquece à medida que as experiências se sucedem e que a personalidade se desenvolve (Duclos, 2006).

 

Ter uma boa auto-estima implica integridade pessoal e consideração pelos outros. Implica também ter consciência das suas forças e dificuldades, aceitar-se no que se tem de mais pessoal e precioso. Assumir responsabilidades, ter objectivos pessoais e meios para os conseguir atingir.

 

A auto-estima é feita de 4 componentes:

  • Sentimentos de segurança e de confiança;
  • O auto-conhecimento;
  • Sentimento de pertença a um grupo;
  • Sentimento de competência;

 

Nas primeiras fases da nossa vida, aprendemos a sentirmo-nos seguros e a ganhar confiança e só depois surgem as outras componentes, componentes estas que podem ser estimuladas em todos os estádios do desenvolvimento.

 

 

Falamos muitas vezes de uma fraca auto-estima ou de uma diminuição desta. Quando tal acontece exprimimo-nos frequentemente através de sentimentos de indignidade pessoal ou de culpa e por um repúdio generalizado da vida, observável nas formas mais graves de depressão (Duclos, 2006).

 

Como dito anteriormente, a auto-estima não é fixa, e é possível encontrar estratégias para a fortalecer:

  • Identifique quais as atitudes negativas que assume e substitua-as por pensamentos positivos;
  • Seja carinhoso para consigo e cuide de si;
  • Tenha em atenção as situações - geralmente respondemos da mesma maneira a situações idênticas, pense no que está acontecer, na maneira como se sente e como poderá reagir;
  • Desenvolva as suas capacidades ao nível da experienciação das suas emoções, pensando em alternativas de resolução dos problemas; imponha limites (saiba dizer não); seja assertivo através dos seus pensamentos, emoções e desejos. Por fim seja receptivo ao que os outros têm para dizer, actuando com consciência dos acontecimentos e empatizando com as necessidades dos outros.

 

Quando em momentos de dúvida acerca de si mesmo, de como se vê, de como se sente visto(a) apreciado(a) pelos outros, pare para pensar e pergunte-se “O que estou a sentir neste momento é realista?; A avaliação que estou a fazer de mim é aceitável?; Reconheço o meu valor fora desta situação?, Quais são as minhas qualidades e  competências?; Qual o meu valor pessoal?; Como posso olhar de novo para esta situação?. Estas são apenas algumas questões que lhe podem permitir ser objectivo e carinhoso para consigo mesmo quando olha para a sua auto-estima.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:18



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D