Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Hipnose Clínica e Demência?

por oficinadepsicologia, em 07.01.13

Autora: Susanne Marie França

 

Psicóloga Clínica

 

www.oficinadepsicologia.com

 

Facebook

 

 

Susanne França

Num estudo comparativo entre dois grupos de pessoas com demência, em que um grupo foi submetido a uma intervenção terapêutica convencional, e o outro, a uma intervenção com Hipnoterapia Clínica, foi verificado que as pessoas do grupo da Hipnoterapia registaram uma melhoria significativa na capacidade de concentração, memória e socialização, comparativamente ao grupo não submetido à terapia com hipnose. 

 

Um dos factores importantes é o efeito do relaxamento induzido pela hipnose. Este ajuda a lidar com a sintomatologia associada à ansiedade e humor depressivo, e contribui para o aumento dos níveis de motivação para levar a cabo rotinas diárias e participar em actividades de carácter social. A terapia de sugestão associada ao relaxamento pode igualmente ajudar a melhorar a capacidade de concentração e memória.

 

Os sintomas característicos da demência são a perda lenta e progressiva da memória, concentração e capacidade de aprendizagem. A perda de memória pode envolver a memória a curto prazo em que factos recentes são esquecidos, ou a longo prazo, com perda de memórias e recordações antigas, perda da capacidade de escrever, dificuldade em reconhecer pessoas chegadas, reconhecer lugares e executar rotinas diárias e sofrer alterações no modo de ser e de interagir com os outros.

 

Apesar de ser mais comum em pessoas com mais de 65 anos, a demência pode igualmente afectar pessoas jovens que tenham determinadas doenças, lesões cerebrais ou estejam expostas e/ou consumam substâncias tóxicas.

 

Estima-se que cerca de 7.3 milhões de cidadãos europeus sejam vítimas de uma forma de demência. Em Portugal o numero ronda os 90 000, com tendência a aumentar em parte devido ao envelhecimento cada vez mais característico e notório da população. O prognóstico ainda é mais deprimente quando nos deparamos com uma previsão de duplicação destes valores até ao ano de 2040 (European Collaboration on Dementia).

 

Se é verdade que a Hipnose Clínica não cura a sintomatologia associada à demência, é igualmente verdade que  pode ajudar em muito a controlar e gerir a ansiedade, aumentar a capacidade de concentração e memória e motivar para a socialização diminuindo assim o isolamento e a depressão associada.

 

Assim, o mais importante a reter parece ser que a Hipnose Clínica parece poder contribuir para o melhoramento da qualidade de vida dos pacientes com demência.

 

 

Fonte: University of Liverpool (2008, July 28). Hypnosis Shown to Reduce Symptoms of Dementia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:46



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D