Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Neste Natal, ofereça afectos

por oficinadepsicologia, em 31.12.09

Por Hugo Santos
Psicólogo Clínico
Novembro, 2009


Entrámos oficialmente na época natalícia e já se vêm os enfeites na rua, a árvore de Natal a brilhar em casa e os shoppings enchem-se na azáfama das compras.
“O que é que eu hei-de oferecer?” é uma pergunta constante na nossa mente, e à volta disso fazem-se planos, contabilizam-se orçamentos e procura-se a melhor prenda que espelhe ao outro o quanto gostamos dele e o conhecemos (tanto que acertámos em cheio no presente).
Nesta procura vamos imaginando como será a sua reacção, como será o seu sorriso e o “obrigado”, quando receber a nossa prenda.
Neste espírito de troca e partilha trazemos uma sugestão para a sua lista de presentes: neste Natal ofereça afectos.
Claro que o Natal é todos os dias e oferecer afectos é algo que se pode dar durante todo o ano. Mas igualmente nesta época especial podemos oferecer afectos especiais.
Como?
Aqui vão algumas sugestões para todos os Pais Natal que decerto terão um enorme saco cheio de bons afectos, dentro do coração:
1 - Em primeiro lugar: ofereça os afectos envolvidos em papel de embrulho e com um laçarote, quer sejam em forma de gestos ou palavras, daqueles mais discretos ou mais expressivos. Escolha um momento especial ou uma ocasião simples e espontânea. Recorde-se, assim, que os afectos serão todos especiais, únicos e muito valiosos.
2 – Elogie: temos uma maior tendência a focarmos nas coisas negativas do que nas positivas. Vamos aproveitar para experimentar o contrário. Porque não ir oferecendo elogios diários ou oferecer na noite de consoada uma Lista de Elogios?
3 – Escreva um Postal de Afectos: pode ser em papel ou digital, numa folha de papel com desenhos (pode desenhar uma árvore de Natal, uma estrela no céu, ou outros desenhos daqueles que fazia quando era criança e que todos nós adoramos), ou onde quiser. Deseje um Bom Natal e escreva o que lhe vai na alma, o que deseja de bom e o que quer oferecer do fundo do seu coração.
4 – Telefone: de certo há alguém de quem gosta e com o qual já não fala há algum tempo. Todos nós temos uma agenda preenchida de obrigações e preocupações. Experimente oferecer cinco minutos com um telefonema de afectos. Ligue, diga-lhe que tem saudades, pergunte-lhe como é que está, conte uma boa história sua e verá como se sentirá feliz por dentro.
5 – Abraços e beijinhos: dê um abraço ou um beijinho à sua colega ou amigo, aquele que vê todos os dias e por isso já cai em desuso essa forma de expressão, e diga-lhe que simplesmente que lhe quer oferecer bons afectos de Natal.
6 – Bom Natal: deseje um Bom Natal ao senhor do café, ao taxista ou motorista do autocarro, a quem se cruza consigo no dia-a-dia quando vai por exemplo comprar o pão, ou numa caixa do supermercado. Não tenha medo. Poderão estranhar mas vão gostar e não se vão esquecer. Às vezes os gestos simples de quem menos esperamos têm esse bom efeito e aconchegam o coração.
7 – Invente e crie outras formas que quiser e lhe fizerem sentido para oferecer afectos. A loja dos afectos tem uma variedade imensa e pode escolher o que quiser pois o crédito é ilimitado. Para além disso a garantia é vitalícia.
Bem, ficam alguns afectos que oferecemos para si do fundo do coração, no desejo de Um Bom Natal!
E já sabe: neste Natal ofereça Afectos.
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:08


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D