Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Autora: Susanne Diffley

Hipnoterapeuta Clínica

 

Até à presente data, não se conhecem as verdadeiras causas, nem a cura, do Síndrome do Cólon Irritável (SCI). Por não existirem alterações estruturais observáveis no intestino, o diagnóstico na maioria dos casos, é efectuado por exclusão, após a eliminação de outros possíveis problemas gastroenterológicos. Até ser efectuado um diagnóstico, podem passar-se meses, ou mesmo anos, de sintomas crónicos ou cíclicos típicos do SCI, dietas rigorosas, medicação dispendiosa, que por vezes não surte o resultado desejado, e intervenções médicas invasivas.

 

As repercussões físicas, psicológicas e sociais resultantes do SCI, são em muitos casos verdadeiramente debilitantes. Perante uma rotina de dores abdominais, obstipação, diarreias, flatulência, e em alguns casos incontinência fecal, geram-se perturbações de ansiedade, isolamento social e depressão. Cria-se um esquema repetitivo, em que a parte emocional e comportamental agrava os sintomas do cólon, que por sua vez, agravam todo o funcionamento biopsicossocial do paciente.

 

 

Peter Whorwell, Professor de Gastrenterologia da Faculdade de Medicina de Manchester e Director do South Manchester Funcional Bowel Service , tem dedicado os últimos 20 anos à investigação na área do SCI, e aos efeitos da Hipnoterapia Clínica aplicada especificamente a indivíduos com este síndrome.  As sessões de hipnoterapia têm como foco a inter-ligação entre o cérebro e cólon. As técnicas são aplicadas de modo a proporcionar o alívio dos sintomas, fomentar a educação acerca do funcionamento intestinal, sistema nervoso entérico e funcionamento dos músculos peristálticos (intestinais), assim como, implementar alterações nos comportamentos, percepções e crenças pessoais que podem agravar e perpetuar os sintomas. Entre as consultas, os pacientes escutam gravações efectuadas nas sessões e praticam técnicas de auto-hipnose. Deste modo, ganham confiança, auto-controlo e qualidade de vida resultante do crescente alívio dos sintomas característicos do SCI.

 

Num estudo efectuado por Whorwell (2005), com 250 sujeitos com SCI, verificou-se que após 12 sessões de uma hora cada, 70% dos sujeitos relataram um alívio significativo dos sintomas. Segundo Whorwell, a Hipnoterapia é um método muito rentável e eficaz a longo prazo. Não só reduz a necessidade da terapêutica medicamentosa, como também ajuda significativamente no controlo dos sintomas ao longo dos anos, uma vez que muitos casos de SCI tornam-se de natureza crónica.

 

Então, pode a Hipnoterapia Clínica contribuir para o alívio dos sintomas do SCI? Certamente que sim. O poder da mente é indiscutível e ilimitado. Quando aliado a uma terapia que trabalha directamente com o poder do inconsciente, este poder, torna-se então invencível.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:26



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D