Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Sabia que...?

por oficinadepsicologia, em 12.06.10

Um estudo da Universidade de Sydney, demonstrou que a larga maioria dos ex-fumadores pararam de fumar, sem qualquer ajuda de medicamentos. Efectivamente e apesar da excessiva ênfase das campanhas de controlo tabágico ventilarem a importância de métodos como a Terapia de Substituição da Nicotina (TSN) – os chamados “adesivos”, como a forma eficaz de combater o tabagismo, a análise de mais de 500 estudos realizados no âmbito da cessação tabágica, evidenciou que o método mais eficaz para deixar de fumar é o chamado "sindrome de abstinência” que surge quando se deixa de fumar de um momento para o outro,  ou  “reduzir para largar”.

Se gostava de deixar de fumar, mas ainda não teve coragem, como mais um estímulo para que o faça, aqui fica a informação de que a maioria dos ex-fumadores inquiridos no estudo referiu que deixar de fumar foi menos difícil que aquilo que tinham esperado.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:05



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D