Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vejo tudo negro!

por oficinadepsicologia, em 26.07.10

Autora: Madalena Lobo

Psicóloga Clínica

 

Desde sempre, em todos os campos, e intuitivamente para todos nós, a depressão é associada aos tons escuros com que percepcionamos o que nos rodeia. A vida é negra ou cinzenta para quem está deprimido e agora descobriu-se que isto não é apenas uma metáfora com que tentamos explicar o que sentimos.

Investigadores da Universidade de Freiburg (Alemanha) publicaram um estudo na Biological Psychiatry demonstrando com suporte de um electroretinograma que, efectivamente, as pessoas clinicamente deprimidas têm dificuldades visuais em detectar as diferenças de contraste preto-branco. Esta dificuldade em distinguir visualmente os contrastes transforma o mundo num local menos aprazível, mais monótono e… bem, mais deprimente.

 

A medida efectuada permitiu, inclusivamente, distinguir graus de gravidade da depressão e os resultados obtidos foram idênticos, quer as pessoas testadas estivessem sob anti-depressivos ou não.

 

Ainda que seja um estudo preliminar, exigindo ser replicado e aprofundado, poderemos estar perante conclusões com implicações muito interessantes para a intervenção e o tratamento na depressão. Entretanto, se está deprimido, a quem tiver a ousadia de lhe dizer que “isso são coisas da sua cabeça”, poderá responder que são os seus olhos que lhe estão a atraiçoar o bem-estar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 09:57



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D