Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O seu Natal! Exercício de auto-hipnose.

por oficinadepsicologia, em 15.12.10

Autora: Susanne Diffley

Hipnoterapeuta Clínica

 

 

Então como vão os preparativos do Natal? Já entrou em contagem decrescente?

 

 

Se é super-organizado aproveitou os saldos de Setembro para comprar os presentes de Natal. Se é organizado anda com listas e “sub-listas” nos bolsos, e já só lhe faltam uns presentes de ultima hora. Até já encomendou o peru e comprou as nozes. Se é do tipo descontraído deixa que os outros se preocupem com os preparativos de Natal e encolhe os ombros sem compreender bem o porquê de todo este rodopio. Se é mesmo muito descontraído, até aproveita o Natal para fazer umas férias até às Bahamas e evitar aquela reunião anual de família, que termina inevitavelmente em discussões acesas e desgastantes. E por último pode ser daquelas pessoas que está em negação relativamente ao Natal, e no dia 24 de Dezembro salta da cama e corre freneticamente (sem levar a lista das compras), para as lojas e compra todos os presentes à última hora (esquecendo-se de algumas pessoas claro).

 

Será então que o Natal pode ser aquilo que nós decidimos que seja? Podemos criar o nosso Natal?

Por curiosidade fiz uma busca no Google acerca do stress no Natal. Surgiram 20.600.000 resultados!

 

Depois lembrei-me duma família com quem passei alguns Natais, que parece ter criado o seu  próprio estilo Natalício. São muitos filhos e vivem espalhados por vários países. Todos os Natais tiram férias e reúnem-se na casa dos pais. Trazem as mulheres, os maridos e os filhos e todos de algum modo cabem naquela casa. Não existem presentes, mas existe árvore de Natal e uma enorme lareira. Desligam-se os telemóveis e a televisão. Na mesa de Natal há sempre pão caseiro, um enorme bolo, e um bule de chá Earl Grey. A família passa os dias de Natal em casa, saindo só para brincar na neve com as crianças no quintal. Ficam à volta da mesa, conversam, cantam, contam histórias. Os amigos vão entrando pela porta da cozinha, bebem chá e aquecem as mãos na lareira. Tudo parece fluir…de um modo natural, sem discussões, sem correrias e sem barrigas a abarrotar de comida.

 

 

Parece-lhe uma cena de um filme? Um Natal demasiado aborrecido para si?

Seja qual for a sua opinião, no fim da época Natalícia os membros desta família voltam às suas rotinas com um ar descansado, calmo e com a alma cheia de amizade e calor humano. É uma família com os problemas normais de todas as famílias. Têm doenças, conflitos e desemprego. No entanto, dizem-me que o Natal é a única época do ano em que podem estar todos juntos, esquecer tudo o resto, e celebrar a amizade.

Pelos vistos parece ser tudo uma questão de escolha e de prioridades!

 

Antes de terminar, gostaria de sugerir um pequeno exercício:

 

Encontre um local onde pode ficar sozinho cerca de 10 minutos. Instale o seu corpo de modo a poder ter a cabeça apoiada. Desligue o telemóvel e feche os olhos suavemente.

 

“Concentre-se na sua respiração…inspirando calmamente…sinta o ar a entrar pelo nariz…e a sair pela boca…na expiração liberte qualquer tensão desnecessária do seu corpo…liberte o pensamento…agora…dentro de momentos…a cada expiração…vai fazer uma contagem descendente…de 10 a 1…inspire…expire…10…inspire…expire…9…diga a si próprio que a cada numero está MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO…8… 7… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO… 6… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO… 5… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO…4… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO… 3… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO… 2… MAIS PROFUNDAMENTE RELAXADO… 1… PROFUNDAMENTE RELAXADO. Agora crie na sua imaginação uma sensação de como gostaria de viver e sentir este Natal… repare como seria o tom da sua voz…a sua postura corporal…o seu sorriso…imagine as outras pessoas…a sua família…imagine tudo… VIVAMENTE… como se estivesse a acontecer agora.

Fique em repouso mais uns momentos

E agora conte mentalmente de 1 a 3 e ao número 3 diga a si próprio que vai abrir os seus olhos sentindo-se revitalizado, focado e calmo”

 

Se um dos adjectivos do Natal é “local onde ocorreu o nascimento de alguém ou de alguma coisa”, porque não criar uma nova imagem de si próprio a vivenciar esta época Natalícia?

Porque não criar o seu Natal?

Boas Festas!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:18



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D