Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Focalizar a atenção num único objecto

por oficinadepsicologia, em 15.01.10

Autor: Pedro Albuquerque

Psicólogo Clínico

 

Este é o segundo exercício que o irá ajudar a concentrar melhor no momento presente. Lembre-se que uma das maiores armadilhas da distracção é que a nossa mente vagueia de uma coisa para a seguinte, de um pensamento para o seguinte. Como resultado, frequentemente encontramo-nos perdidos e frustrados. Este exercício irá ajudá-lo a focalizar a sua atenção num único objecto. O propósito deste exercício é ajudar a treinar o “músculo mental”. Isto significa que irá aprender a manter o foco da atenção no que está a observar. E com a prática, irá tornar-se melhor a focalizar a sua atenção naquilo que é mais importante para si.

Durante este exercício, irá naturalmente ficar distraído com os seus pensamentos, memórias ou outras sensações. Não tem problema; isso acontece a todas as pessoas que fazem este exercício. Faça o seu melhor para não se criticar ou parar o exercício. Simplesmente repare que pensamento surge na sua mente quando ela já não está no objecto e traga a sua atenção de novo para o objecto.

Escolha um pequeno objecto que possa colocar na sua mesa, que seja seguro de tocar e que seja emocionalmente neutro (nem agradável nem desagradável). Pode ser uma caneta, um relógio, um anel, uma chávena, etc. Não escolha fotografias.

Encontre um local confortável numa sala aonde não seja distraído. Coloque o objecto na mesa diante si. Coloque o despertador para dai a 5 minutos. Faça este exercício uma a duas vezes por dia, escolhendo objectos diferentes.

 

Instruções

Para começar este exercício, sente-se confortavelmente e inspire e expire devagar e profundamente algumas vezes. Depois, sem tocar no objecto, comece por olhar para ele, explorando com os seus olhos a superfície. Demore o tempo que precisar para explorar as suas formas. Depois tente imaginar as diferentes qualidades que o objecto tem:

Como é que é a superfície do objecto?

É brilhante ou baço?

Parece suave ou áspero?

Parece mole ou rijo?

Tem diversas cores ou apenas uma?

O que mais parece ser único neste objecto?

Demore o tempo que necessitar. Neste momento não há nada que tenha que fazer, ou sitio que tenha que ir. Agora pegue no objecto e mantenha-o na sua mão. Comece a reparar nas diferentes maneiras que ele o faz sentir.

É suave ou áspero?

Tem arestas ou é plano?

É mole ou rijo?

É maleável ou rígido?

O objecto tem áreas que são diferentes de outras?

Como é que sente a temperatura do objecto?

Se poder mantê-lo na sua mão, repare quanto é que pesa.

Que mais repara acerca da forma como o sente?

Continue a respirar confortavelmente. Quando a sua atenção começar a vaguear, repare nisso e traga-a de novo para o objecto. Continue a explorar o objecto até que o alarme dispare.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:04



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D