Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Vozes e Infidelidade

por oficinadepsicologia, em 11.03.11

Autor: Nuno Mendes Duarte

Psicólogo Clínico

 

 

Acha que consegue perceber se o seu parceiro a está a trair? E o senhor tem alguma ideia de como está a sua percepção no que toca à traição? Pois bem, vamos falar sobre tom de voz, ao que parece está tudo nos agudos e graves da voz. Notícias importantíssimas do mundo da ciência poderão ajudar-nos a perceber melhor do que queremos falar neste artigo! Um grupo de investigadores da Universidade de Macmaster no Canadá investigou pela primeira vez a ligação entre o tom de voz e a percepção de infidelidade e a sua relação com a escolha de parceiros que fazemos.

 

 

Segundo os autores “em termos de estratégia sexual, descobrimos que os homens e mulheres utilizam o tom de voz como um aviso sobre futuras traições. Assim, quanto mais atractiva a voz – tom agudo para mulheres e tom grave para homens – maiores as probabilidades de que ele ou ela possam ser traídos. O estudo indica que ao longo do nosso processo evolucionário aprendemos a evitar parceiros que nos possam trair. A relação complexa que se propõe neste estudo, entre tom de voz e infidelidade, tem na base uma proposta de explicação biológica. Segundo um dos consultores do estudo a razão pela qual o tom de voz influencia a percepção de traição é muito provavelmente devido à relação entre tom de voz, hormonas e infidelidade isto porque os altos níveis de testosterona nos homens produzem vozes mais graves e o aumento desta hormona está associada a comportamentos adúlteros. Também nas mulheres o que acontece é que o aumento dos níveis de estrogénio está associado com um aumento da probabilidade de traição. Este estudo parece reflectir que os indivíduos que, de alguma forma, têm consciência desta ligação usam-na na busca de um parceiro romântico.

 

Agora já sabe… a próxima vez que escolher um futuro parceiro, a sua ideia sobre se ele(a) a(o) poderá trair pode, nalguma medida, depender da forma como a voz lhe soar. A verdade é que também o tom de voz nos leva muitas vezes a ignorarmos os mais primários sinais evolutivos.

 

Parece residir aqui a piada que a vida tem… poderá existir incerteza na voz, mas quem resistirá à irredutível certeza que um beijo encerra?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:13



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D