Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Algo diferente na realização de objectivos

por oficinadepsicologia, em 30.08.11

Autora: Irina António

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

 

Irina António

Com o regresso de férias estamos de volta para abrir um novo ciclo de desafios profissionais e pessoais. É importante acompanhar esta abertura com uma reflexão prévia sobre o que gostaríamos e precisávamos de fazer para mudar algo na nossa vida que nos possa trazer maior satisfação e felicidade. Saber colocar desafios de uma maneira consciente diferencia do andar ao sabor da corrente, uma vez que nos permite estruturar o caminho pessoal com objectivos claros, bem como escolher recursos adequados para a sua realização: tempo, contactos com os outros, motivação, conhecimentos, capacidades físicas e psicológicas.

 

O primeiro passo a dar no sentido de tornar os seus objectivos mais conscientes é a sua definição. O nosso cérebro é uma espécie de bio – computador onde toda a informação se encontra interligada. E a partir do momento em que escolhemos a palavra que irá designar o nosso objectivo, o cérebro ficará activado para, então, iniciar a recolha de dados internos e externos para orientar o caminho da sua realização. O objectivo bem definido representa 50% do sucesso para s sua realização. Escreva pormenorizadamente o que precisa para chegar a ele.

 

Faça a prova dos seus objectivos pela “autenticidade”. Habitualmente pensamos pouco na origem dos nossos desejos, se eles nos pertencem ou fazem parte do pacote de expectativas dos pais, companheiros, chefes, professores, amigos ou outras pessoas do nosso meio mais ou menos próximo. Com a apropriação dos desejos / objectivos dos outros ganhamos uma obrigação de cumprir, que normalmente leva a um boicote do nosso inconsciente que irá gastar imensa energia para bloquear a sua execução. E a sua realização não traz uma sensação de plena satisfação, ao contrário quando cumprimos os nossos próprios objectivos.

 

Faça uma lista dos objectivos e comece a trabalhar com cada um deles, explorando os recursos necessários: os que já tem e os que faltam (força, dinheiro, conhecimentos, habilidades, disponibilidade das pessoas que quer envolver e muitos outros). Depois analise realisticamente as probabilidades em adquirir os recursos em falta num futuro próximo e crie uma hierarquia começando pelo objectivo cuja realização já é possível para breve.

 

 

Planeie os próximos passos recorrendo à sua imaginação. Visualização dos seus objectivos é um método bastante eficaz. Quanto mais forte e pormenorizada será a imagem do seu objectivo, mais energia o seu organismo disponibiliza para a sua realização.    

Não fique surpreendido com o sentimento do medo que irá surgir pelo caminho. O nosso mundo interior não gosta da mudança apesar de saber que a mesma é necessária, e pode oferecer alguma resistência à realização de novos objectivos! O mundo criou certos hábitos e não está muito virado para a transformação. Explore os seus medos no sentido de compreender melhor as suas origens. Às vezes, este trabalho torna-se muito difícil de executar sozinho, não hesite em recorrer à ajuda de um especialista.   

 

Procure e explore as suas fontes de energia pessoais. A execução do plano de mudança consome energia, não esqueça que a falta de descanso pode provocar um forte desequilíbrio no nosso organismo. Recarga energética é um processo individual, faça actividades que lhe proporcionam sensação de prazer e de bem-estar.

 

E agora sim, chegou a altura da realização dos objectivos em si. Atreva-se a experimentar, porque não há nada melhor e mais rico para o nosso autoconhecimento e conhecimento do mundo que uma boa dose de experiências. Não precisa de mudar tudo radicalmente, basta dar alguns retoques nos pormenores e o quadro geral já não será o mesmo.

Abra um novo ciclo da vida e aprenda com o processo de realização dos seus novos objectivos!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:19



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D