Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como combater a solidão?

por oficinadepsicologia, em 06.02.12

Autor: António Norton

Psicólogo Clínico

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

António Norton

 

Todos nós já experienciamos a solidão. Existem períodos particulamente propicios que nos relembram a nossa solidão, tais como: O período das férias, o dia dos namorados e durante períodos de muito stress. A solidão faz parte da vida, mas quando é muito intensa torna-se disfuncional. Muitas pessoas não encontram estratégias para sair deste estado. A solidão pode afectar as pessoas de muitas maneiras:
 
Dor Física - Os estudos indicam que existem semelhanças entre as áreas do cérebro relacionadas com as emoções provocadas pela exclusão social e a dor física, o que ajuda a perceber cientificamente a explicação romantizada do "coração partido" e da dor interna.
 
Depressão - Estudos revelam que as pessoas sozinhas apresentam maior número de síntomas depressivos. As pessoas sozinhas e deprimidas experiênciam menores competências sociais para criar laços. Os estudos apontam para uma estreita ligação entre a depressão e a solidão, cada uma alimentado a outra.
 
Saúde Física - Estudos apontam para uma redução da saúde física e do bem-estar nos sujeitos vítimas de solidão. Estes também apresentam maior vulnerabilidade ao aparecimento de doenças. O seu sistema imunitário está mais frágil.
 
Aqui ficam algumas ideias sobre o que fazer perante a solidão:
 
Entre num grupo - Poderá ser um grupo ligado às artes ou ao desporto, ou um grupo comunitário. Entrar num grupo imediatamente conduz a uma integração num conjunto de pessoas que partilham interesses comuns. Poderá trazer um sentimento de pertença. A integração num grupo e o convívio com outras pessoas estimula a criatividade, poderá ser algo que o faça desejar o dia seguinte, ajudando a combater a solidão.
 
Faça voluntariado - Tornar-se voluntário por uma causa em que acredita poderá trazer elevados beneficios. Conhecer outras pessoas, fazer parte de um grupo, criar novas experiências. Praticar e sentir o altruismo poderá trazer outro sentido à sua vida, o que contribuirá para aumentar a sua felicidade e o seu bem-estar, diminuindo a solidão. Trabalhar com os outros mais desfavorecidos pode fazer olhar para a sua vida e para as possibilidades que tem com outros olhos.
 
Procure suporte virtual - Cada vez mais o facebook, e outros portais virtuais têm o condão de dinamizar e fazer crescer as suas relações sociais. Existem muitas pessoas online na mesma situação que você e que estão desejosas que entre em contacto com elas. Existem pessoas com boas intenções que também procuram criar relações, criar laços, criar amizades ou relações amorosas e que procuram o veículo virtual.
 
Invista nas suas relações sociais - Certamente tem pessoas na sua vida que talvez conheça mal, que ainda sejam apenas conhecidos, mas que sempre teve curiosidade de os conhecer melhor. Também poderá investir nas suas relações familiares e torná-las mais profundas e íntimas. Ligue mais aos seus amigos! Hoje em dia, existem serviços de operadores de telemóvel que permitem ligações muitssimo baratas. Invista nas suas relações! Convide os seus amigos para sair! Organize jantares de amigos que tragam dois amigos, dinamizando os encontros sociais e tornando-os fontes de novidade constante.
 
Compre um animal de estimação - Os cães e os gatos, em especial podem trazer vários beneficios e um deles é a prevenção da solidão. Cuidar de um animal reúne principios de altruismo e de companheirismo. Passear um cão leva a comportamentos espontãneos de pessoas que passeiam e que afagam o animal e podem meter conversa consigo, sejam eles pessoas com ou sem animal de estimação. Os animais permitem dar amor incondicional, que poderá ser um extraordinário trunfo para vencer a solidão.  
 
Faça psicoterapia - A psicoterapia tem inúmeras vantagens. Permite criar uma relação de confiança e de exposição da sua intimidade com alguém que o ouve atentamente, com atenção plena e com genuina empatia. Estes elementos são muito reconfortantes para uma pessoa que sofra de solidão. Além de promover este conforto a terapia fornece uma série de estratégias para sair da solidão e reencontrar o seu bem-estar.

 

Entre para um grupo terapêutico - Os grupos terapêuticos são óptimas soluções para combater a solidão. Fornecem uma série de ferramentas importantes para vencer a solidão, desenvolvem competências sociais fundamentais para reconstruir laços, permitem trabalhar e treinar competências sociais através de exercicios de simulação com outras pessoas em situações idênticas, sempre sob o olhar atento e profissional de um ou mais psicoterapêutas. Aproveito para recordar que a Oficina de Psicologia tem à sua disposição grupos terapêuticos para lidar com a depressão e a ansiedade social que muito o poderão ajudar!

 

Como vê, existem muitas formas de combater a solidão.

 

Espero que artigo o possa ajudar!

publicado às 10:36


35 comentários

Sem imagem de perfil

De Alaìde a 18.06.2017 às 22:49

Sabe qndo vc se sente a ultima pessoa na face da terra. Sim é assim que eu me sinto.
Minha mae morreu eu tinha 10 anos
Meu pai morreu eu tinha 17 anos. Somos em 6 irmãns. Sou da Bahia. Então fui pra Sao Paulo. Morei la 25 anos. Nao fiz familia la. Tive um Filho. Hoje com 7 anos. Em Sp me sentia só. Então resolvi voltar. Pois minha familia estava aqui na Bahia. Irmans. Primas. Tios. Que enganos. Hoje vejo que minha unica familia é meu Filho. Tou muito timida. Tmb nao tenho amizades. A cidade q moro é pequena. Não tem opcão de lazer. Como doi a solidao. Entra dia e sai dia. E minha Vida não Tem graça nenhuma.
Sem imagem de perfil

De João Carlos a 19.06.2017 às 07:34

Vão pegar uma enxada e capinar no sol quente!
Chorem até secar....
Depois se mantém...

Espero que esse comentário acima tenha chocado alguns, ou deixado com raiva, indignados​, curiosos​, ou pelo menos pensativos.

Perceberam como uma pequena coisa diferente, já tirou a atenção da depressão?

Tenho 44 anos, devo ser muito feio, pois sou virgem e tive poucos relacionamentos em todo esse tempo...
Acho que a única mulher que me amou foi minha mãe, mas eu era muito imaturo para ser grato por isso e ela se foi, sem que eu pudesse me redimir. Meu pai foi mais cedo, quando eu tinha 15 anos.

Então posso dizer que cresci sem orientação, perdi minha adolescência sem os sofrimento normais da idade e sem aprender a viver e se relacionar com mulheres.

Com a meia idade, começo a sentir a queda na produção de hormônios​ que ajudam a manter a felicidade. Estude sobre hormônios você vai entender como eles afetam o que você está sentindo agora.

Nós últimos anos, procurei o isolamento e a solidão....
Infelizmente encontrei e junto veio a depressão.

Consegui vencer essa depressão, que me assolou por mais de 2 anos, focando em trabalho e estudo diferentes.

Agora a pouco me apaixonei por uma garota com metade da minha idade....
E mesmo sabendo que era só uma ilusão, preferia estar feliz iludido, já que tudo que eu estava sentindo, só partia de mim, eu me entreguei com tudo. Como quem se joga em um abismo sem medo de ser feliz.
Mas uma hora a ficha caiu, a gente recebe o choque de realidade, chora escondido e tem vontade de se matar....
Sim, pra que viver sem um motivo? Pra que procurar um motivo pra viver? Se vamos todos morrer no final mesmo, melhor ir para o próximo passo, capítulo, estágio ou seja lá o que vier depois da morte!

Mas a vida não é tão simples assim....
Pare e pense, porque quase ninguém volta depois da morte, se é que alguém já voltou, ou se existe volta ou algum lugar pra ir.

Uma coisa é certa, todos já fomos crianças e você tem que concordar com isso, quando éramos crianças tudo era mais fácil, éramos mais felizes, não tinhamos o conhecimento que temos agora; queremos voltar a ser crianças, mas não podemos. Talvez a morte seja a mesma coisa. Talvez depois de mortos olharemos para trás e pensaremos, "Como eu fui tolo quando estava vivo! Porque eu não aproveitei minha vida quando pude? Como eu gostaria de voltar a ser, vivo!"

Apesar de estar sozinho mesmo​ cercado de gente, Sempre fui solitário, mas inteligente o suficiente para não usar drogas, continuar vivendo e encontrar a solução para minhas dores e sofrimentos .
E hoje a solução foi vocês​.
Nessa madrugada fria e solitária, escrever, pensando que minha história de vida, esteja salvando uma vida, ou fazendo algumas pessoas se sentirem melhor, já me deixou melhor, me ajuda a esquecer um amor não correspondido, esquecer que talvez nunca seja amado, esquecer que estou sozinho, esquecer que a depressão está batendo na minha porta de novo. Graças a vocês, eu não vou deixar ela entrar novamente. E vou me arriscar, vou deixar uma janela aberta para o novo, para a esperança, para o desconhecido.
Faça o mesmo, busque o conhecimento, aprenda mais sobre você mesmo, sobre o que você está passando, sobre sua biologia, seus hormônios e como eles afetam sua vida. Não basta psicologia, se você não se interessar por tudo que te cerca e te afeta. Não busque caminhos fáceis como remédios, antidepressivos, etc.
O conhecimento que você adquirir jamais será tirado de você!
E seja lá o que estiver dentro de seu coração, seja bom ou seja ruim, só vai sobreviver e crescer, se você alimentar e focar sua atenção, então alimente​ o que te faz bem!

ajcjccc@gmail.com
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 01.09.2017 às 09:39

Bom dia,
Que grupos aconselham para conversar?
Obrigada
Sem imagem de perfil

De Suely a 23.11.2017 às 01:16

Sinto muita ,solidão, vejo familias , grupo de pessoas felizes, pois tem uns aos outros, e eu nài consigo.ficar permanente em algum grupo.de amizade,.principalmente nas festas de final de ano.vejo as pessoas se juntarem , e eu fico só.(? ?)

Comentar post


Pág. 3/3



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D