Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Reconhecimento

por oficinadepsicologia, em 05.05.12

Autora: Filipa Cristóvão

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

Facebook

 

Filipa Cristóvão

Agradecer, (ou reconhecer como um cliente me disse um dia) coloca-nos no aqui e no agora. Essa possibilidade vai ao encontro de movimentos terapêuticos actuais que têm vindo a afirmar que a capacidade de estar no presente contribui para o aumento dos níveis de bem-estar e saúde mental.

Por outro lado, estar reconhecido, serve-nos de lembrete de todos os recursos que possuímos. E por último serve ainda de “banco de créditos”. Em tempo de crise, a capacidade de avaliar e agradecer algumas coisas que estão a funcionar pode ser da maior importância.

 

Hoje ainda comece uma nova dinâmica:

 

  • Crie um caderno onde possa anotar diariamente algo porque se sinta agradecido nesse dia. Às vezes não valorizamos o mais simples, e mesmo em dias turbulentos, pode ter acontecido a refeição mais saborosa dos últimos tempos, ou ter encontrado alguém que já não via há muito
  • Abrande o passo. Desperte os sentidos para o mundo que o rodeia. Que cores viu ao amanhecer? Que cheiros? Como é a textura do que traz vestido hoje? Que diferentes sabores distingue na sua alimentação? Esteja atento à paleta de diversidade de que se compõe a sua vida.
  • Agradeça quem é hoje, e o sítio onde está. Mesmo que ainda não seja a versão desejada, é a consciência de onde está que lhe permite a mudança.
  • Faça uma lista dos seus talentos, e agradeça. Ao longo deste ano, vá somando pequenas coisas que descobre sobre si próprio.
  • Lembre-se que, pensamentos de gratidão mantém-nos centrados nos objectivos e impelem nos no sentido da realização pessoal.
  • Quando alcançar um objectivo alegre-se e agradeça. Muitas vezes esquecemo-nos de o fazer. Contudo, esta consciência da confirmação do sonho e da determinação, serve de reforço e motiva para a continuação da caminhada.
  • Tome consciência das pessoas que o acompanham. A algumas agradecerá facilmente. A outras será mais difícil, ainda assim agradeça. As relações mais difíceis são muitas vezes aquelas onde há maior aprendizagem e que permitem maior auto-conhecimento.
  • Vá mais longe, e exprima realmente gratidão aos que a rodeiam. Aumentará a auto-estima de quem lhe está próximo e partilhará de um ambiente de maior satisfação.
  • Assuma gratidão pelo curso da vida. Este movimento ajudá-lo-à a perceber o sentido da sua vida e viver cada momento com uma sensação de satisfação e valor pessoal pelas suas contribuições.
  • Diariamente, passe também um pouco de tempo consigo mesmo em meditação. Experimente este exercício: Pense em algo e veja como o coração responde…faça-lhe perguntas; encoraje o coração evocando directamente uma imagem positiva, um sentimento de reconhecimento ou gratidão e deixe-o invadir o peito ao mesmo tempo que respira profundamente http://oficinadepsicologia.com/loja/shop/anti-stress/.

 

Esteja presente em tudo o que faz e vive, exprimindo a sua gratidão. Por isso, agora que leu este artigo, o meu profundo agradecimento!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:22



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D