Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Pensamentos obsessivos

por oficinadepsicologia, em 07.11.10

Email recebido

Boa tarde. Desde criança que sempre tive maus pensamentos. Só que nao eram pensamentos propositados. Eram palavras, imagens ou acçoes que surgiam repetidamnente na minha mente. Era capaz de imaginar que matava alguem e que a qq momento poderia fazer isso. O  mais estranho é que isso sucedia em relaçao a pessoas de quem gostava muito e sobre as quais eu sei que se algo lhes acontecesse de mal, eu sofreria imenso.
Mas esses pensamentos sempre acabaram por passar. Durante uns tempos pensava neles e ficava angustiada e depois passava. Nunca percebi o que se passava comigo. Nunca percebi o porquê. Lembro-me da angustia sentida e do que chorei qd ao pegar numa faca pensei que algum impulso me pudesse levar a  fazer mal à minha propria mae. Nao teria mais de 10 anos. Cheguei mesmo a encostar-me à porta do quarto da minha mae com a faca e a chorar. Era como se a minha mente me quisesse fazer sofrer, como se eu propria me quisesse convencer que tinha coragem de fazer algo que me faria sofrer horrores. Da mesma forma recordo da alegria que senti qd percebi que nunca teria coragem de o fazer.
Para alem destes pensamentos tb tive outros. Por ex, imaginar algo mau e pensar que isso aconteceria. E tb ja fiz aquilo a que chamam de rituais magicos.
Nunca deixei de ter estes pensamentos obsessivos embora estes de pensar que tenho coragem de fazer mal a alguem tenham sucedido mais raramente. Normalmente os maus pensamentos que tenho com maior frequencia sao aqueles em que imagino que algo de mal sucede a alguem. Só que agora voltei a ter o pensamento que posso fazer mal a uma pessoa que adoro. Sei que nao era capaz e confio que dentro de pouco tempo o pensamento vai acabar por passar. Mas sinto-me triste por cismar tanto nestes pensamentos. Como se eu fosse um monstro.
Apesar de tudo noto que hoje tenho mais força para ultrapasar estes pensamentos.
Venho pedir a vossa opiniao. 
Desde já agradeço imenso

 

Resposta

Cara J.,

O que descreve enquadra-se totalmente num sintoma da perturbação obsessivo-compulsiva, uma perturbação da ansiedade muito aflitiva para quem dela padece e que requer intervenção psicoterapêutica, sem o qual dificilmente irá melhorar.

Assim, há 3 aspectos que gostaria de salientar. Em primeiro lugar, sugiro-lhe que leia muito atentamente a nossa página http://www.oficinadepsicologia.com/ocd.htm, na qual poderá encontrar muitas informações sobre o que se passa consigo (atenção: no final da página encontra documentos que poderá descarregar com informação ainda mais detalhada).

Em segundo lugar, e apesar de saber do valor limitado do que lhe vou dizer, porque enquanto não ficar bem não vai acreditar totalmente nisto, posso dizer-lhe com toda a certeza de que os pensamentos obsessivos que tem não só não significam que deseje alguma das coisas que imagina, como fazer mal a alguém, como não têm nenhuma relação com os comportamentos propriamente ditos; ou seja, não é por pensar que irá passar ao acto.

Finalmente, sugiro-lhe vivamente que procure apoio psicoterapêutico - as perturbações da ansiedade tendem a ir piorando com o tempo se não forem eficazmente tratadas. Se for essa a sua opção, teremos, naturalmente, muito gosto em recebê-la na Oficina de Psicologia.

Fique bem!

Abraço,

Madalena Lobo

Psicóloga Clínica

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:28


1 comentário

Sem imagem de perfil

De Priscila a 19.03.2016 às 23:47

Nossa tenho esses mesmo pensamentos assustador , isso me agunia dia e noite já sofro disso a 5 anos , não aguento mais , vivo a base de remédio , e me acho a pior pessoa fo mundo

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D