Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Rat race!

por oficinadepsicologia, em 03.01.11

Autora: Susanne Diffley

Hipnoterapeuta Clínica

 

 

“O estudo, que em Portugal decorreu entre 16 e 29 de Novembro e envolveu 500 pessoas, com idades entre 25 e 65 anos, revela também que sete em cada 10 portugueses (74%) afirmam não ter tempo para fazerem aquilo que mais gostariam”
Agência Lusa, 20 Dezembro, 2010

 

Conhece a expressão rat race?

Aquela luta constante, inútil e desgastante que parece caracterizar a vida quotidiana das sociedades modernas. A expressão rat race é inspirada na imagem, um pouco desanimadora, dos ratinhos de laboratório nas suas gaiolas a correr desalmadamente nas suas rodas.

 

Correr tanto para quê se não saem do mesmo lugar?

Correr tanto porquê?

Nunca se sentiu um pouco como os ratinhos de laboratório?

 

Acabamos por aderir à correria do rat race porque temos que pagar as contas no fim do mês, a mensalidade do ginásio (que frequentámos duas vezes no ultimo ano), levar a filha à natação, aulas de viola e ballet, levar o filho ao Karaté, ir ao supermercado……..

 

Já se está a sentir cansado?

Não está sozinho! Segundo o mesmo estudo, 47% da população portuguesa afirma sentir-se cansada, com falta de energia.

 

E o rat race mental? As preocupações, o pensamento a um ritmo desenfreado? Que ainda por cima é contagioso. Se o colega do lado anda todo stressado, ou se na rua correm todos para apanhar o autocarro, quando você dá por si, está com o coração a 120 ppm e sem fôlego!

Para quê?

 

 

Já ouviu falar do Slow Movement Portugal?

O movimento Slow teve origem em Itália com a iniciativa do Slow Food ligada à alimentação, e mais recentemente ganhou carácter internacional alargando o leque de aplicações do conceito Slow a âmbitos da vida, como a família, a vida nas cidades, educação, saúde, ambiente, alimentação, lazer, etc. Tem como missão promover, divulgar e valorizar as atitudes associadas a um ritmo de vida brando e sustentável, de modo a podermos beneficiar do bem-estar e qualidade de vida nas várias vertentes do nosso quotidiano.

Não estou de modo algum a sugerir que adira ao movimento Slow. Mas certamente que muitos de nós beneficiaríamos com um abrandamento do nosso ritmo físico e mental

 

De pequenas e simples mudanças de atitude e pensamento, podem provir resultados fantásticos e um considerável aumento na nossa qualidade de vida. É uma questão de ganhar novos hábitos, e para alterar um hábito, nada melhor do que o substituir por outro hábito. De preferência um hábito saudável!

E

xercícios de auto-hipnose são excelentes para programar novas maneiras de agir, pensar e sentir. Com a prática, em menos de 5 minutos, consegue durante o dia, no trabalho ou em casa, executar pequenos exercícios de auto-hipnose, que promovem a concentração, o aumento de produtividade e a sensação de auto-controlo.

 

Na Oficina de Psicologia, com inicio em Janeiro 2011, vamos começar um grupo de auto-hipnose. Durante 4 semanas, vai aprender diversas técnicas de auto-hipnose, compreender o poder da sugestão, formular sugestões, delinear objectivos, etc. No fim do curso estará apto a desenvolver o seu programa de auto-hipnose adaptado às suas necessidades.

 

Para lhe dar uma ideia de um exercício muito básico de auto-hipnose, sugiro-lhe que nos próximos 7 dias, à noite quando estiver já no quentinho da sua cama, sentado; “Feche os olhos… e concentre-se na sua respiração… inspire… como se inspirasse por cada poro da sua pele… relaxando os pés…sinta o conforto do colchão… relaxe as pernas…deixe-as ficar pesadas…sinta o conforto da sua cama…expire profundamente…liberte a tensão muscular…os pensamentos…liberte o dia…relaxe as ancas…as costas…ombros descaídos…apoie a cabeça…inspire profundamente…por cada poro da sua pele…relaxe os braços…sinta as mãos quentes…todo o corpo confortável…o silencio do seu quarto…convida a dormir…expire profundamente…liberte…relaxe os músculos do seu peito…relaxe o abdómen…renda-se ao relaxamento…liberte cada pensamento na expiração…traga á sua consciência uma coisa que correu mesmo muito bem durante o seu dia…pode ser uma pequena coisa… sinta a situação…agora planeie mentalmente…imagine…uma coisa que amanhã tem intenção de fazer…dizer…sentir…que vai alterar o seu dia…que vai melhorar o seu dia…respire fundo…com calma…muita calma.

Agora se desejar deite-se no conforto da sua cama…e imagine um lugar muito bonito…muito calmo…o seu lugar favorito de relaxamento…e fique assim…até desejar adormecer…calmo…sereno…em paz…”


Feliz Ano Novo!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:21


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D