Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hipno-infertilidade

por oficinadepsicologia, em 12.02.11

Autora: Susanne Diffley

Hipnoterapeuta Clínica

 

Infertilidade

Por definição, falamos de infertilidade quando após um ano, um casal que deseja conceber um filho, tem relações sexuais regularmente sem o uso de métodos anticoncepcionais e não consegue engravidar. Se a mulher tiver mais de 35 anos de idade, o período reduz para seis meses. O termo infertilidade é igualmente aplicável no caso da existência de três ou mais Interrupções Espontâneas de Gravidez consecutivas.

Estima-se que em Portugal cerca de 500 mil casais lidam com alguma forma de infertilidade. Segundo a Organização Mundial de Saúde, entre 60 a 80 milhões de casais no mundo, são inférteis. Estatísticas europeias e americanas apontam para uma prevalência de infertilidade conjugal que ronda os 15-20% na população em idade reprodutiva. A taxa de infertilidade masculina e feminina aparenta ser similar.

Causas

Nem sempre é fácil diagnosticar as causas da infertilidade. Entre as mais comuns temos problemas hormonais que podem traduzir-se em perturbações na ovulação e na produção de progesterona (nos homens), Síndrome do Ovário Policístico, Endometriose, problemas funcionais e estruturais nas trompas do Falópio e anomalias na morfologia e contagem de espermatozóides

Adicionalmente, pensa-se que a infertilidade tem aumentado nos países industrializados devido ao adiamento da idade de concepção, à obesidade, aos hábitos sedentários, consumo excessivo de gorduras, tabaco, álcool e outras substâncias, produtos usados na produção alimentar, produtos de limpeza doméstica e poluição ambiental

E quando não há causa?

Estima-se que cerca de 24% dos casos de infertilidade são devidos a causas desconhecidas e não diagnosticadas. Infertilidade por causa desconhecida é denominada quando após um ano de tentativa de concepção natural o casal não engravida, e os testes de diagnóstico não confirmam a presença de causas aparentemente fisiológicas.

Entre os vários factores que podem estar na base da infertilidade por causa desconhecida destacamos: causas contextuais, ambientais e biológicas que não foram identificadas pelos médicos; dificuldade em identificar o período ovulatório; factores emocionais e psicológicos, etc.

Ligação Corpo-Mente

Há vários milénios que a medicina oriental tem fundamentado a sua doutrina e pratica na premissa de sistemas holísticos de funcionamento psico-fisiológico. Estudos na área da Neurociência, com recurso a tecnologias avançadas, têm reforçado a noção da ligação indiscutível e estreita entre o corpo e a mente. Factores psicológicos têm um impacto significativo no funcionamento dos sistemas fisiológicos, e podem estar na base de diversos distúrbios e desequilíbrios. Por exemplo; sabemos que elevados níveis de stress impactam no sistema hormonal, que por sua vez interferem na ovulação, e podem resultar na dificuldade de conceber naturalmente. Forma-se um efeito em cadeia que despoleta um conjunto de situações que resultam na infertilidade. Quem é que já não ouviu falar de casos de casais que tentam sem sucesso engravidar durante anos, e quando aceitam a sua “infertilidade”, adoptam uma criança, e poucos meses depois engravidam naturalmente?

E as emoções?

 

Para muitos casais ter um filho faz parte de um projecto de vida. É um sonho e desejo que pode ser prioritário a tudo o resto. O desgaste físico e psicológico a que está sujeito um casal infértil, pode ter efeitos dramáticos na saúde física, emocional e conjugal. Cada mês é um ciclo que começa na esperança e termina na profunda tristeza e sensação de vazio.

 

Hipnose Clínica?

A Hipnoterapia Clínica parte do pressuposto que a infertilidade pode ocorrer quando as nossas necessidades físicas e emocionais não estão satisfeitas, e a ligação mente/corpo perde temporariamente o estado de equilíbrio necessário à concepção natural. Como causas podemos ter factores contextuais, profissionais, processos de luto (interrupções voluntarias e espontâneas de gravidezes passadas), emoções e crenças distorcidas acerca de ser mãe/pai, desgaste físico e psicológico, etc.

A intervenção hipnoterapêutica fundamenta-se num modelo holístico de saúde, incluindo técnicas personalizadas e específicas a cada caso. Estas técnicas incluem relaxamento, auto-hipnose, regressão, visualização guiada, terapia sugestiva e uso de metáfora e imagética.

Objectivos da terapia:

  • Aumentar a fertilidade restaurando o equilíbrio físico, mental e emocional
  • Lidar com o desgaste físico e emocional
  • Aceder a bloqueios e traumas conscientes e inconscientes
  • Preparação para a parentalidade
  • Redução dos níveis de ansiedade e stress
  • Promover de hábitos alimentares e estilos de vida saudáveis
  • Lidar com processos de luto, medos, expectativas irrealistas e depressão
  • Preparação/apoio nas intervenções médicas
  • Aumentar morfologia e contagem de espermatozóides saudáveis
  • Promover intimidade conjugal
  • Aumentar auto-estima e auto-confiança
  • Apoio e ajuda durante o período de gravidez
  • Apoio no processo de tomada de decisões (parar de tentar, adoptar uma criança, etc.)

Para saber mais: http://www.oficinadepsicologia.com/infertilidade.htm

    publicado às 19:22


    Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



    Mais sobre mim

    foto do autor



    Arquivo

    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2012
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2011
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2010
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2009
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D