Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Hipno-Parto

por oficinadepsicologia, em 12.02.11

Autora: Susanne Diffley

Hipnoterapeuta Clínica

 

“Ser mãe é embalar nos braços

Um sonho lindo e profundo

È andar presa nos laços

Do maior amor do mundo!

 

Ser mãe é viver a amar

È sem receber tudo dar,

A tudo renunciar

È viver e recordar!...”

 

(Fernanda França)

 

 

 

Para algumas mulheres o momento do nascimento de um filho pode ser a experiência mais enriquecedora e inesquecível das suas vidas. Para outras, a experiência pode ser uma de medo, dor e desamparo. A sensação de perda de controlo, pode transformar-se numa ansiedade descontrolada, que torna o parto mais moroso, extenuante e dificulta a recuperação pós-parto.

 

Culturalmente, somos educadas a pensar que o parto tem que ser uma experiência que envolve dor, cansaço e desgaste. Desde meninas que ouvimos histórias de partos das nossas mães, tias e vizinhas. Todas as narrativas têm algo em comum – dar à luz um filho dói!

Mas será que dói mesmo?

A Hipnoterapia Clínica tem sido usada em Obstetrícia há décadas. Existe uma vasta gama de investigação científica, e os resultados são unânimes. As técnicas de hipnose clínica podem;

  • Reduzir o desconforto físico
  • Diminuir a necessidade e dosagem administrada de anestésicos durante o parto
  • Encurtar a tempo de duração do parto (redução de 2 a 4 horas)
  • Diminuir o desgaste físico e cansaço da mãe e bebé
  • Estimular os processos naturais fisiológicos
  • Promover a recuperação pós-parto
  • Reduzir o risco de depressão pós-natal
  • Lidar com o medo e consequente tensão muscular (que atrasa o trabalho de parto)
  • Aumentar a percepção de controlo da mãe
  • Diminuir a necessidade do uso de fórceps e ventosa
  • Alterar a percepção e ideias pré-concebidas acerca do parto
  • Promover pontuações mais elevadas na Escala de Apagar (frequência cardíaca, respiração, tónus muscular e cor) do recém-nascido

 

Hipnose Clinica e Gravidez

A Hipnose Clínica tem provado ser também muito eficaz no acompanhamento durante o período gestacional, nomeadamente no tratamento da Hyperemesis Gravidarum (enjoos e vómitos), e na gestão de casos de risco de parto prematuro.

A gravidez é um período caracterizado por enormes mudanças físicas e emocionais. A forma do corpo muda e as alterações hormonais provocam sensações por vezes “estranhas”, especialmente para a primípara (o primeiro filho/a). Emocionalmente é uma experiencia inigualável, que pode oscilar entre a verdadeira felicidade e o profundo medo do desconhecido e respectiva ansiedade associada.

Os objectivos do uso da Hipnose Clínica no período de gestação e preparação para o parto são fundamentalmente:

  • Promover a sensação de controlo da mãe
  • Reprogramar a mente e alterar percepções acerca do parto
  • Preparar o corpo para o nascimento do bebé
  • Aplicação de técnicas de controlo da dor
  • Induzir expectativas positiva relativamente ao parto e pós-parto
  • Promover boa ambientação ao meio hospitalar (caso o parto seja num hospital/clínica)
  • Lidar com medos e bloqueios
  • Estimular produção de leite materno (quando a mãe pretende amamentar)
  • Promover autoconfiança e aprofundar ligação mãe-bebé
  • Aprofundar sintonia corpo/mente e respeitar o funcionamento natural do corpo no processo
  • Envolver o pai no processo de preparação (se for do desejo da mulher)
  • Apoiar mulheres que vão constituir uma família monoparental
  • Ensinar auto-hipnose e preparação de gravações

Para mais informações, consulte: http://www.oficinadepsicologia.com/hipno_parto.htm

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:30


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D