Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Perante uma situação de mudança

por oficinadepsicologia, em 02.05.11

Autora: Fabiana Andrade

Psicóloga Clínica

 

 

Fabiana Andrade

Perante uma situação de mudança, a maioria de nós tende a passar pelas seguintes etapas de adaptação:

 

 

. Choque – neste momento a pessoa sente-se ameaçada pela mudança, demonstra alguma incapacidade para agir proactivamente e encontra comportamentos de defesa perante a situação

. Negações Defensivas – aqui começam a surgir sentimentos de raiva, vitimização, injustiça, medo e desespero. Mantém-se uma rigidez de pensamento, ou seja, a pessoa tenta agarrar-se à sua maneira habitual de fazer as coisas, mas fica frustrada pois está perante uma situação que exige novos recursos

. Reconhecimento – nesta fase, a pessoa ganha mais informação sobre a situação, a rejeição à mudança diminui, reconhece o facto de ter perdido alguma coisa e contempla o ganho de outras, explora os prós e contras da situação e reflecte sobre possibilidades de acção

. Aceitação e adaptação – finalmente há a interiorização da mudança, a pessoa faz as adaptações necessárias e segue em frente, reconhecendo as oportunidades e benefícios e utilizando a nova situação a seu favor

 

Se sentir que não está a conseguir passar por estas etapas e está preso numa visão negativa da mudança que ocorreu na sua vida, ficam aqui dicas para lidar com a situação:

. Reconheça que a mudança está a acontecer e não ignore a situação

. Liste as necessidades que advém desta mudança e crie os recursos para as satisfazer (peça ajuda!)

. Descubra que vantagens esta mudança pode trazer

. Encontre um significado positivo para o que está a acontecer

. Passe a pensar na adversidade como uma circunstância e uma aprendizagem

. Responda à questão: sou uma vítima das circunstâncias ou um agente transformador das mesmas?

. Pense criativamente e encontre forma de utilizar os obstáculos a seu favor

. Escolha uma atitude de protagonismo, inteligência e abertura em vez de vitimização e desespero

. Procure o apoio necessário caso perceba que não consegue resolver a situação sozinho

. Encontre formas de aliviar os sintomas de ansiedade e desespero sem se desviar do problema

. Cuide de si, faça coisas que gosta, fortaleça-se pois precisa neste momento de mais energia do que precisaria numa situação mais estável

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:10



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D