Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Testemunho de cliente

por oficinadepsicologia, em 26.05.11

Sobre perturbação de pânico, de uma cliente da Oficina de Psicologia, que teve a gentileza de nos enviar a sua reflexão sobre a experiência do acompanhamento na Oficina de Psicologia e permitir a sua publicação.

 

Estou muito grata por poder prestar o meu testemunho em benefício de pessoas que tenham este mesmo problema para que se consciencializem de que o podem ultrapassar e ter uma vida normal, sem limitações ou restrições.

 

Na altura em que me dirigi à Oficina de Psicologia tinha 34 anos, uma profissão extremamente stressante e responsabilidade acrescida, era Directora do Departamento de Recursos Humanos de uma empresa do sector de limpezas industriais que passava por uma situação crítica em termos de pagamentos aos seus colaboradores. Diariamente era deparada por uma infinidade de telefonemas feitos pelos colaboradores a solicitarem os pagamentos em atraso… o telemóvel da empresa não parava de tocar, o fixo a mesma coisa e as pessoas amontoavam-se na sala de espera de forma a poderem receber o dinheiro a que tinham direito pelo trabalho prestado. As discussões com a Administração eram uma constante e o ambiente na Empresa era cada vez mais tenso e hostil. Passaram-se meses, um ano, e comecei a sentir-me cada vez mais debilitada psicologicamente, acordava com uma angústia intensa e os pensamentos de medo começaram a ocupar a minha mente. De tal forma este processo evoluiu que deixei de conseguir exercer as minhas actividades diárias, com medo de me sentir mal. Em suma, a minha vida ficou extremamente limitada… deixei de conseguir trabalhar, de conduzir, de ir a centros comerciais, de ir ao cinema, de viajar, de conviver, de ir à praia… limitava-me a estar em casa e saía muito raramente, acompanhada pelos Pais ou pelo marido. Mesmo acompanhada, fazia-me muita confusão ambientes amplos, desconhecidos, com muitas pessoas ou com grande ruído.

 

Foi neste momento que pedi ajuda à Oficina de Psicologia, tendo tido conhecimento da sua existência através de uma reportagem que deu na televisão acerca das fobias e da respectiva intervenção desta Instituição. Após a minha solicitação a Oficina de Psicologia actuou de imediato de acordo com a minha disponibilidade e condição económica. Foram-me dados a conhecer todos os parâmetros que regem esta instituição.

Confesso que já estava um pouco desacreditada e desesperançada de algum dia conseguir ultrapassar todos estes medos que se apoderavam de mim pois já era seguida há dois anos por uma Psicóloga e por um Psiquiatra e, provavelmente, por não ter tido um acompanhamento especializado nesta área específica, os resultados não foram contínuos mas, sim, momentâneos, tendo recaídas frequentes, onde o medo continuava presente.

 

A partir do momento em que comecei a fazer terapia individual com o Dr. Nuno Duarte, foram-me dadas a conhecer diversas estratégias de controlo da ansiedade, a nível físico e psicológico, que até então desconhecia. Fiz vários exercícios, em sala, com o Psicólogo acima referido e outros era da minha responsabilidade praticar diariamente.

 

Através das sessões de terapia, de periodicidade semanal, foi-me possível regredir aos momentos que me criaram os medos, ter uma compreensão dos mesmos, ao mesmo tempo que me era explicado, de uma forma concisa e lógica, todos os processos mentais. Foi-me possível reflectir, analisar e, mesmo, alterar todo o meu processo de pensamento que até então ia somente num sentido: “e se eu me sinto mal?”.

Sessão, após sessão, foram notáveis os progressos obtidos e hoje posso afirmar que a vida “sorri” para mim, como sempre o desejei!!!

 

A todos aqueles que não se consideram capazes de enfrentar algum medo, recomendo fortemente a ajuda, de grande mérito, dos Profissionais da Oficina de Psicologia, a eles um “Obrigada Sincero !!!”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:50



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D