Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Vá para fora cá dentro... de si!

por oficinadepsicologia, em 08.08.11

Autor: Luis Gonçalves

Psicólogo Clínico

www.oficinadepsicologia.com

 

Luis Gonçalves

Enquanto gozo o meu muito desejado período de férias de Verão, lembrei-me de lhe escrever. É que posso estar a banhos e bem longe do frenesim do consultório mas nem por isso me esqueço de si.

 

Nestes tempos difíceis que Portugal vive, muitas pessoas não têm possibilidade de ir de férias. É que a margem financeira é curta para gozarem uns dias fora. Essa impossibilidade surge então como uma fonte extra de insatisfação e de desesperança numa dura realidade, povoada de incertezas e sombras. Para imensa gente, as horas de calor passam sem que nada aconteça…seja profissional ou relacionalmente. No entanto…

Está a ser terrivelmente injusto para si próprio se concluiu que não merece férias. Tenho a certeza que tem feito um grande esforço para reorientar a sua vida: o cansaço que sente é a maior prova disso. Valorize-o e não perca a fé: as grandes conquistas na nossa vida são feitas de pequenos passos. Todos precisamos de recarregar baterias, viver é uma tarefa imensamente exigente. E se não lhe é possível estar fora fisicamente, vá para fora dentro de si. Isso é o que marca a diferença, sermos capazes de cuidar de nós internamente. Veja esta altura como uma fase de renascimento, lembre-se do movimento das marés que todos os dias renovam os locais por onde passam. Crescer, imaginar, sorrir, acreditar ou definir prioridades e planos de ação são o maior bronzeado que poderá ganhar neste Verão!

 

 

Mesmo que nada se passe “lá fora”, a mudança começa interiormente. Relembre hobbies entretanto esquecidos, relembre pessoas importantes que o tempo afastou, relembre as coisas boas que as pessoas diziam de si, relembre a força que teve para ultrapassar alturas difíceis, procure o vestido que lhe ficava tão bem, recupere a cerca do seu quintal, reorganize até a sua casa e dê-lhe ar fresco e cores novas. Reencontre o seu velho amigo sorriso e dê-lhe um abraço por mim. Não precisamos de ir para longe de casa para encontrarmos a tranquilidade que só a Natureza nos pode dar…quem sabe se não terá um jardim perto a precisar da sua atenção! E mesmo que não seja possível deslocar-se, feche os olhos e sinta uma brisa alegre por todo o seu corpo. Imagine um local onde se sentiu seguro e feliz… permita-se a estar lá, aí mesmo. Ou viaje quilómetros em segundos e realize finalmente a sua viagem de sonho. Respire fundo e sinta o perfume de um bosque, o canto matinal dos pássaros ou um pôr de sol daqueles que nos tiram o fôlego. Veja o céu estrelado nesta fantástica noite: veja-o com os olhos da alma e repare no quanto ele o ilumina, sem lhe pedir nada em troca. Faça um balanço destes meses: de onde veio, onde está e para onde quer ir. Leia aquele livro há muito adiado. Contemple aquela pintura ou escultura que um dia começou a fazer parte da mobília mas que é tão única e aconchegante. Mude o vaso da planta que todos os dias a acompanha em mais um dia, ela merece. Faça uma corrida na sua zona todos os dias de manhã. Beba café ou sumo em locais diferentes. Use o humor, brinque e sorria para as pessoas. Desafie-se todos os dias um pouco, supere pequenas barreiras e faça de si um campeão. Faça uma agenda com atividades que o façam sentir bem-estar: não há cruzeiro transatlântico que lhe resista!

 

E agora, faça o caminho que faz habitualmente a pé mas no sentido inverso e descubra a quantidade de pessoas e coisas que sempre lá estiveram. Experimente, não perde nada! A maior parte do que precisamos vive debaixo dos nossos olhos. E assim termino, desejando-lhe umas ótimas férias e que os próximos dias sejam animadores. Até breve!

 

publicado às 09:58


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D