Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Como manter saudável uma relação amorosa?

por oficinadepsicologia, em 11.08.11

Autor: António Norton

Psicólogo Clínico

www.oficinadepsicologia.com

 

António Norton

O título pode parecer algo pretensioso... Não pretendo ter a resposta para algo tão complexo e, por vezes, insolúvel, como descobrir como consertar uma relação amorosa que, por vezes se apresenta como problemática e disfuncional, mas estou convicto que reúno algumas ideias que poderão ser úteis no sentido de fomentar e desenvolver uma relação amorosa.

 

A metáfora que, para mim, melhor descreve a ideia de cuidar de uma relação amorosa é a metáfora do jardineiro: O jardineiro passa a vida a regar o seu jardim, cuida das suas flores e olha por e para elas todos os dias com carinho e atenção. Usa um bom regador e procura manter o seu jardim bonito e bem tratado. Como resultado, as flores ficam viçosas, cheias de brilho, de côr e de luz.

 

Quando estamos numa relação amorosa temos de ser como um jardineiro que olha todos os dias pelo seu jardim.  Devemos olhar para a pessoa amada e tentar perceber se está bem connosoco, ou se surgiu algum atrito, algo que  a perturbou.  Se algo está a perturbar o ciclo de vida de uma flôr, o jardineiro procura ir minunciosamente, quase com uma perícia de um cirugião perceber o que poderá estar a danificar a flôr. No amor o mesmo cuidado também deve exisitir. Se algo não está bem então deverá surgir a comunicação. O falar sobre o que poderá estar a perturbar a harmonia que outrora existiu no casal.

 

 

Em relação à comunicação num casal, parece-me importante realçar dois aspectos muito importantes: No inicio das relações os elogios são quase constantes. Tudo é uma novidade e tudo provoca o extase, a admiração, o espanto. Tudo é passível de elogio,mas à medida que a relação vai ficando cada vez mais segura, está vel  e previsível , a importância dada ao elogio desce vertiginosamente... É importante não esquecer que qualquer pessoa gosta de receber elogios e o elogio faz nos sentir queridos, especiais e amados pelo outro. Obviamente que quando a relação já é longa pode parecer que já se esgotaram os elogios... Mas há sempre formas novas e criativas de relembrar o quão a pessoa amada é especial aos nossos olhos. O importante é redireccionar a sua percepção para a pessoa amada e para tudo o que de positivo surge através do seu comportamento e das suas palavras.

 

Quando falamos de um casal comunicar é importante não esquecer que, por vezes, as discussões têm de acontecer e podem ser altamente benéficas se feitas de uma forma equilibrada e objectiva. Dentro das discussões surgem, muitas vezes, a expressão de críticas negativas. As criticas negativas vão destruindo e deteriorando a relação. Por vezes, é mesmo importante expressá-las, mas talvez o ideal será ser económico na exposição dessas críticas. Não ficar simplesmente a críticar por críticar e escolher as críticas que realmente importam e que poderão fazer a diferença.

 

Se quiser manter a sua relação então cuide do seu “jardim”! Elogie as suas “flores” e escolha as críticas que considera justas e importantes de serem feitas.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 08:55


4 comentários

Sem imagem de perfil

De Irene Fernandes a 11.10.2013 às 22:38

adorei das respostas.
Sem imagem de perfil

De Priscila Lasalvia a 16.01.2014 às 21:51

Gostei muito das dicas e usarei de hoje em diante! As vezes falo demais e acabo magoando meu amor...nao quero mais cometer os mesmos erros!!! Obrigada!
Sem imagem de perfil

De Priscila Lasalvia a 16.01.2014 às 21:51

Gostei muito das dicas e usarei de hoje em diante! As vezes falo demais e acabo magoando meu amor...nao quero mais cometer os mesmos erros!!! Obrigada!
Sem imagem de perfil

De Eurico Mate a 09.03.2014 às 11:38

Belas palavras, louvado seja o autor...!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D