Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




Aquecer a relação com a chama da paixão

por oficinadepsicologia, em 13.08.11

Autora: Joana Florindo

Psicóloga Clínica

www.oficinadepsicologia.com

 

Joana Florindo

Do amor apaixonado, já Camões nos dizia que “é fogo que arde sem se ver”, num sentir interno, intenso e ardente, que nos permite viver numa constante chama de paixão, fascínio e fantasia. Mas, de efemeridade evidente, sabemos que com o passar do tempo, a intensidade dessa chama tende a enfraquecer. E aos poucos, sentimos a novidade ser transformada em rotina, o fascínio em normalidade, e o amor paixão em amor companheiro, amigo e cúmplice.

Sabendo à partida, que fisiologicamente, a nossa resistência não nos permitiria viver continuadamente em tal estado de paixão, conseguimos entender o processo de transição do amor apaixonado para o amor companheiro, como algo natural, e até  saudável, que nos protege da exaustão e degradação física e psicológica. Mas desenganem-se os que pensam que neste estado de amor, não há lugar a paixão. Acreditando que ela se consumiu, para sempre. O segredo de poder experimenta-la ao longo do amor companheiro é continuar a investir na relação, nutrindo-a e cuidando-a diariamente, e com alguma criatividade, promover momentos a dois, reacendendo o fogo dessa chama.

 

Aqui ficam algumas dicas que vos podem ser úteis, mas deixo à vossa imaginação, a sua passagem à prática:

 

. Saiam da rotina e encontrem algo diferente para fazer, a dois. Experimentem agir como namorados, e determinem um dia por semana para poderem sair sozinhos, e ir ao cinema ou jantar naquele restaurante que tanto querem conhecer. Ou vão além disso, e inscrevam-se em conjunto numas aulas de Italiano, de mergulho, de ténis, ou de dança, conciliando neste último caso, a possibilidade de aprenderem a dois uns passos sensuais, fazerem exercício físico e aliviarem os stresses diários;

 

 

. Expressem os afectos um pelo outro. Utilizando não só a linguagem verbal, como a não verbal, e neste caso específico, façam-no através do toque, do olhar, das carícias e dos beijos. Lembrem-se que um simples toque pode ser um óptimo estimulante, mas também uma fonte de conforto e contenção, física e psicológica, que promove intimidade e bem-estar. Não se inibam de trocar um beijo ou algumas carícias enquanto vêem televisão ou preparam o jantar em conjunto;

 

. Comuniquem abertamente. Uma comunicação verbal aberta e clara é um dos elementos fundamentais para uma boa vivência relacional e sexual. Partilhem livremente e de forma tranquila aquilo que pensam e sentem, aumentando a confiança e a intimidade;

 

. Surpreendam-se mutuamente. Apoiem-se na vossa imaginação, naquilo que sabem que o outro gosta, e preparem surpresas um ao outro. Enviem mensagens românticas de chocolate pelo correio, deixem uma mensagem com uma frase sensual sobre a almofada antes de se deitarem, preparem um banho de espuma relaxante para os dois, ou uma sessão de massagens ao final do dia. Ou vão ainda mais longe, e partam finamente na tal viajem, para a qual estão há anos a poupar dinheiro, e que  consecutivamente adiam, porque nunca encontram o momento certo;

 

. Brinquem e riam em conjunto. Para além do sentido de humor, que também deve ser cuidado na relação, chamo aqui à atenção para o vosso lado mais infantil e activo. Deixem também vir ao de cima a criança que há em vós, soltem-se, e experimentem fazer uma corrida na praia, uma luta de almofadas na cama ou uma sessão de cócegas no chão. Este tipo de actividades permite-vos não só a partilha da companhia um do outro, de uma forma divertida e solta, como promove o aumento do interesse sexual, através da activação física e hormonal;

 

. Despertem a sensualidade que há em vós. Libertem-se e experimentem fazê-lo através de uma sessão de dança sensual, utilização de uma lingerie mais ousada, ou através de uma troca de massagens, utilizando cremes ou óleos aromáticos;

 

. E não se esqueçam, celebrem a vossa relação. Mas não o façam unicamente nos dias de aniversário. Sejam criativos, utilizem a imaginação e o mistério e divirtam-se a reacender a chama da paixão que há em vós. E mesmo com impedimentos como crianças pequenas em casa ou questões laborais, não negligenciem a vossa relação, nem a tomem como garantida, ela não se renova sozinha, cuidem e alimentem-na em conjunto, diariamente, e vivam uma relação mais íntima, coesa e apaixonada.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:50


1 comentário

Sem imagem de perfil

De jhuliane a 01.11.2012 às 09:58

oi,adorei as dicas vou coloca-las em praticas porque meu namoro ta sem clima e eu e meu namorado so vive brigado.brigado pelas dicas bjs!

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2013
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2012
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2011
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2010
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2009
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D